LEIA MAIS

...

Odontologia Sustentável – Entrevista – Pergunta 7

Odonto Magazine – Grandes marcas fabricantes estão apostando em um mundo verde. Como o senhor enxerga essa inserção de produtos ecologicamente corretos no mercado odontológico?

A entrada no mercado destes produtos deve estar associada a uma nova visão do profissional em relação ao mundo e a aplicação de técnicas odontológicas. Não basta ter produtos menos agressivos ao meio ambiente, o indivíduo, tem que ser tornar menos agressivo.

Um dos grandes problemas que enfrentamos é o descarte do lixo “hospitalar”. As grandes empresas produtoras dos materiais médicos, hospitalares, odontológicos e outras, poderiam em ações de parceria com o poder público atuar mais significativamente nesta área. Financiando, fiscalizando, planejando, elaborando e criando técnicas para a deposição e descarte do lixo. Estudos sobre decomposição, análise de lençóis freáticos, locais para descarte e transporte são muito mais efetivos em termos de saúde e sustentabilidade, que apenas a troca de um produto por outro, pouco menos agressivo.

Um exemplo simples que indústrias de agulhas descartáveis poderiam utilizar: as embalagens contendo as agulhas poderiam ser preparadas e adaptadas de modo tal, que servissem também para o descarte das próprias agulhas após o seu uso.

Infelizmente, o cirurgião-dentista é individualista e ainda não aprendeu a agir como classe, atuando em conjunto. A indústria sabe e se aproveita disso. Por isso vemos em Congressos e Feiras cirurgiões-dentistas em filas para receber amostras de produtos, enquanto deveríamos estar exigindo delas, ações mais significativas em prol do nosso mundo e planeta.

  • by drchaim
  • posted at 10:58
  • 16 de outubro de 2013