LEIA MAIS

...

Uma pequena discussão acerca do efeito de limpeza dos dentifrícios – 6

Luís A. F. Chaim

Experimentos realizados em dentifrícios tidos como removedores de manchas dentais, como os de Lobene ou de Panzeri et al, mostraram que o silicato de zircônia, um dos abrasivos de maior grau de abrasividade, não apresentou diferenças significantes de limpeza quando comparado a outros abrasivos, mostrando que a ação de um abrasivo sobre manchas extrínsecas da superfície dental, é duvidosa.

Contudo, outros pesquisadores como, Kitchin & Robinson, Shaw & Murray e Baxter et al, consideraram importante a presença dos abrasivos, como um fator fundamental para a remoção das manchas extrínsecas.

Experimentos clínicos como os de, Sturzenberger et al, com dentifrícios que são considerados cremes dentais especiais para branquear dentes, através da remoção e do controle de manchas extrínsecas da superfície dental e que apresentam em sua composição associações de abrasivos, como a sílica hidratada e óxido de alumínio (sílica/alumina) ou fosfato dicálcio desidratado e óxido de alumínio (dical/alumina), não demonstraram qualquer efeito significativo sobre manchas da superfície lingual dos dentes avaliados após três meses de experimento, podendo significar que as diminuições obtidas nas faces vestibulares, podem ter sido conseguidas, principalmente, devido a um efeito motivacional obtido, pela participação no estudo.

Num estudo comparando-se escores de abrasividade entre estes dentifrícios com abrasivos associados, com um dentifrício considerado tradicional, com um sistema abrasivo de sílica hidratada (Crest) através de uma análise de abrasão radioativa da dentina, não se percebeu diferenças entre um dentifrício com sílica somente e um com sílica associada a alumina.

Há alguns anos, os dentifrícios na forma de gel eram considerados os menos abrasivos e, portanto, os mais indicados; porém, atualmente os géis podem ser os mais abrasivos devido a presença da sílica hidratada, que é usualmente utilizada na sua composição.

Wulknitz após avaliar 41 cremes dentais vendidos no mercado Europeu em 1995 e comparando com dados de abrasividade de 1988, concluiu que, a maioria dos dentifrícios comercializados naquele mercado apresentou baixa abrasividade e boa eficácia de limpeza, porém, a intensidade de abrasão poderia ser aumentada futuramente, em função da entrada e disponibilização no comércio de dentifrícios considerados de alta performance de abrasividade, como aqueles que contém sílica hidratada.

  • by drchaim
  • posted at 16:09
  • 29 de julho de 2012