ARQUIVO DE

..

Fio dental elétrico, solução ou apenas mais um aparelho?

Este tipo de instrumento apresenta uma ponta composta de filamentos de Nylon com potência para 10000 vibrações por segundo. A idéia é interessante principalmente para pessoas que podem apresentar dificuldades motoras. Considero ainda que o fio  dental o principal instrumento para limpeza interdental. Já faz alguns anos, indiquei para um paciente que não fazia uso de fio dental em hipótese…

leia mais
  • por drchaim
  • 26 de fevereiro de 2012

Usando uma escova interdental

A técnica de manipulação das escovas interdentais é relativamente simples, devendo-se observar os detalhes de introdução tanto por vestibular, quanto por lingual (Figura 1); os movimentos devem ser suaves, de vaivém, com uma ligeira pressão sobre as paredes a serem limpas, ora uma, ora outra. Os movimentos devem ser realizados próximos do tecido gengival, procurando evitar movimentos em direção à…

leia mais
  • por drchaim
  • 15 de fevereiro de 2012

Escovas interdentais – Uma opção para a limpeza interdental

A escova interdental é uma ótima opção de limpeza para os espaços interproximais, principalmente, para pacientes que não conseguem utilizar com eficiência o fio dental (Figura 1).                                     Figura 1– Usando uma escova interdental do tipo cilíndrica. As escovas interdentais podem ser indicadas em pacientes que apresentam: 1 – espaços interdentais muito grandes; 2 – em dentes com exposição…

leia mais

Utilizando as escovas do tipo unitufo

A técnica para utilização das escovas do tipo unitufo, estabelece que as cerdas das escovas devem estar posicionadas num ângulo de 45o em relação ao longo eixo do dente, introduzida na região do sulco gengival. Os movimentos devem ser giratórios (ligeiramente circulares) e vibratórios, percorrendo toda a superfície dental acessível, da face mesial até a distal e, finalmente, na região…

leia mais
  • por drchaim
  • 14 de fevereiro de 2012

Características ideais de escovas dentárias

Considerando os variados aspectos abordados, as escovas dentárias convencionais devem apresentar como características ideais: um cabo reto, leve e firme, que possibilitará uma empunhadura adequada, podendo oferecer ainda indicações para a empunhadura, como ranhuras, desenhos, formatos sextavados ou inclinados, ou artifícios, como superfícies emborrachadas e em alguns casos, o uso de cabos em contra-ângulo também poderia ser uma opção; as…

leia mais

Tratamento complementar da Halitose (Mau hálito)

O Uso da Acupuntura no Tratamento de Pacientes Portadores de Halitose Este artigo completo foi publicado na Revista da ACDC no volume XVII, número 118, de Setembro/Outubro de 2005, nas páginas 4 a 5, em conjunto com o amigo Dr. Mario H. Barros. O mau hálito é uma queixa de ocorrência mundial, sendo problema comum entre indivíduos de ambos os…

leia mais
  • por drchaim
  • 10 de fevereiro de 2012

Fatores extrínsecos

Independentes da vontade ou capacidade dos pacientes Dentre os fatores extrínsecos, que podem interferir nos resultados da remoção mecânica da placa, destacam-se: os instrumentos utilizados, a técnica de escovação escolhida e a presença ou não de dentifrícios. Quando analisamos os instrumentos (escovas dentárias) a serem utilizados no processo de higienização bucal, certos aspectos devem ser considerados, como: se são elétricas…

leia mais
  • por drchaim
  • 9 de fevereiro de 2012

Condições bucais de acesso

Entre as dificuldades apresentadas em relação às condições bucais de acesso para a realização da higiene bucal, encontram-se: a presença de aparelhos ortodônticos fixos (Figura 1), o reflexo de ânsia, a quantidade de dentes presentes nas arcadas e o seu posicionamento (Figura 2), por exemplo, apinhamentos e giroversões, que podem representar significativas interferências para a remoção dos biofilmes bucais.  …

leia mais
  • por drchaim
  • 8 de fevereiro de 2012

Tempo dispensado para as escovações – 2

O número de movimentos necessários para que as escovações surtam efeito varia de acordo com a técnica e a qualidade do desempenho individual. O número de movimentos, afeta diretamente o tempo dispensado para a higiene. Autores recomendaram números de movimentos distintos, mesmo sem considerar a técnica de escovação escolhida e as quantidades propostas variaram entre4 a8 movimentos, sendo que outros…

leia mais
  • por drchaim
  • 7 de fevereiro de 2012

Tempo dispensado para as escovações – 1

O tempo dispensado para a limpeza dos dentes pode ser decisivo para a qualidade de remoção da placa bacteriana. Um tempo muito curto pode significar que algumas áreas tenham sido negligenciadas, enquanto que um tempo muito longo, pode determinar além da limpeza, a possibilidade de ferimentos ou lesões tanto nos tecidos dentários, quanto nos tecidos moles. A utilização de um…

leia mais
  • por drchaim
  • 6 de fevereiro de 2012

posts anteriores