LEIA MAIS

...

Método de escovação de Bass

Para a execução do método de Bass, durante a escovação, as cerdas devem ser levemente forçadas em direção ao sulco gengival, tanto nas faces livres, como nas proximais, mantendo um ângulo de aproximadamente 45o entre as cerdas e o longo eixo dos dentes (Figura 1).

                         

    Figura 1– Inclinação das cerdas em 45o em relação ao longo eixo do dente.

Com uma pressão pequena pressão, as cerdas deverão ser colocadas o máximo possível dentro do sulco gengival, promovendo uma ligeira isquemia; realizando-se então, movimentos vibratórios (de vaivém) curtos, de mesial para distal ou vice-versa, procurando remover desta forma a placa bacteriana pela ação de fricção, das pontas das cerdas (parte ativa).

Para a superfície lingual, os mesmos movimentos deverão ser realizados, porém, com o reposicionamento da escova, agora verticalizada (Figura 2), colocando a cabeça da escova em contato com os dentes, escovando-se um de cada vez.

                                

Figura 2 – Reposicionamento da escova para a higiene da face lingual de dentes anteriores pelo método de Bass.

De acordo com Kon et al, os movimentos para a técnica de Bass, podem ser também, rotatórios e de pequena amplitude, durando em torno de 3 segundos.

O movimento deve abranger todos os dentes envolvidos pela escova e ser repetido entre3 a4 vezes, sendo que ao final de cada movimento, a escova deve ser tracionada de cervical para oclusal. Para as faces linguais os movimentos permanecerão os mesmos.

Para a técnica de Bass, deve ser observada a seguinte sequência:

Iniciar a escovação pela face lingual dos molares inferiores, de um lado a outro da arcada inferior. Limpar todas as superfícies dentárias e seqüencialmente, as faces linguais dos superiores, do último molar de um lado ao outro. Seguir pelas faces vestibulares dos dentes superiores e pelas faces vestibulares dos dentes inferiores e terminar a escovação pelos mesmos dentes em que se iniciou o processo (Figura 3).

 

               Figura 3 – Seqüência de escovação proposta pelo método de Bass.

Escovar um máximo de dois ou três dentes posteriores por vez, ou individualmente e os anteriores sempre um de cada vez; o número de movimentos vibratórios (vai-e-vem ou ligeiramente circulares) pode chegar a 20 repetições, mantidas sempre no mesmo local; as cerdas das escovas deverão ter sempre a textura macia ou extra-macia.

O método de Bass oferece a oportunidade de uma limpeza intrasulcular, sendo indicada para qualquer tipo de paciente, independente de idade, sexo, destreza manual ou risco de doença presente no meio ambiente bucal.

  • by drchaim
  • posted at 15:43
  • 19 de maio de 2012

    Mostrar Comentarios

    Nenhum Comentario


    Adicionar comentario